sábado, 25 de fevereiro de 2012

A volta do Mambembão

Com o objetivo de divulgar grupos de dança e teatro de outros estados, 
a FUNARTE resgata o Projeto Mambembão para circulação de 
produções criadas em diferentes regiões do Brasil.

A finalidade da Mostra Nacional Funarte de Dança e Teatro/Mambembão 2012, realizada pelo Centro de Artes Cênicas da FUNARTE, é trazer para o Rio de Janeiro, considerado um dos maiores pólos culturais do país, grupos de teatro de outros estados do Brasil (que geralmente não conseguem apresentar seus trabalhos no Sudeste), e que se destacaram com suas montagens obtendo sucesso de público e crítica. Essa Mostra tem como finalidade ser um  Piloto do Projeto Mambembão, realizado na década de 70/80, pelo Serviço Nacional de Teatro/SNT do Ministério da Educação e Cultura que fomentava a circulação dos espetáculos das 5 regiões do Brasil. A FUNARTE pretende lançar esse Programa através de um edital que irá contemplar produções independentes ou de Grupos e Cias (de Dança ou de Teatro) para circular pelo país.
A FUNARTE pretende com o Mambembão dar acesso ao público de espetáculos produzidos em outras regiões do país, destacando a diversidade das manifestações artísticas na área da dança e do teatro.
“O Mambembão marcou época nos anos 70 e 80. A Funarte, ao reeditar o projeto, abre espaço ao talento e a criatividade de artistas do país inteiro. É também uma forma de dar visibilidade a grupos de dança e de teatro, que muitas vezes têm um trabalho de destaque nas suas cidades de origem, mas que nem sempre conseguem se apresentar em outras regiões do Brasil”, afirma o presidente da Funarte, Antonio Grassi.
Esta Mostra promove o intercâmbio entre os Grupos e Companhias participantes e os profissionais de Dança e Teatro residentes no Rio de Janeiro, assim como também junto aos profissionais da imprensa especializada.
A curadoria na área de dança foi realizada pela produtora Regina Levy e na área de teatro pelo crítico teatral Macksen Luiz.
A programação acontecerá no período de 23 de fevereiro a 01 de abril de 2012, assim definida:
Dulcina:
·        4 espetáculos de teatro
·        2 espetáculos de dança

Cacilda Becker:

·        4 espetáculos de dança
·        2 espetáculos de teatro

Glauce Rocha:

·        3 espetáculos de teatro



Os espetáculos selecionados são:


Dança

“Perfume Para Argamassa” (GO)
23/02 a 26/02 – Teatro Dulcina

Um ensaio poético e visual, por meio de imagens e movimentos. De forma propositiva, incita diálogos sensoriais com o objetivo de indagar sobre lugares que abrigam e impulsionam a dança, e reflete sobre as distâncias entre arquitetura, natureza e as ações humanas.
Parte da interação do corpo com fotografias de espécies botânicas para transformar espaços e superfícies, privilegiando a harmonização do corpo, do espaço e do pensamento. Propagar o belo em dias de banalização dos valores e das relações afetivas se torna um ato de intervenção a favor da simplicidade, do prazer e da responsabilidade ambiental.


“O Alfaiate de Livros”
08/03 a 11/03 – Teatro Dulcina
Trabalho solo Otávio Bastos
O Alfaiate de Livros é um retrato autobiográfico do encontro do artista Otávio Bastos com o universo da leitura. Filho de um bibliotecário e encadernador de livros, Bastos conviveu com bibliotecas durante toda a infância e brincava com as letras antes mesmo de entender seu significado.
            O espetáculo faz parte do processo de pesquisa do cruzamento entre manifestações populares brasileiras, tecnologia e técnicas contemporâneas de teatro e dança. Neste trabalho é usado um vídeo-cenografia, cujas relações entre as projeções e o solista apontam um duo virtual de dança.


“O Fio das Miçangas” (PE)
08/03 a 11/03 – Teatro Dulcina
Trabalho solo Otávio Bastos
O Fio das Miçangas surgiu a partir de leituras, principalmente, da obra de Stuart Hall sobre identidade e globalização, e como culturas ancestrais são vistas (e até utilizadas) pela cultura de massa. O trabalho aborda a concepção de “indivíduo”.  
            Como se existissem vários “eus” em contraponto a um único “eu”, por meio de um procedimento cênico teatral ancestral, a máscara compõe um “modus corporeo” intensificado pela performance de um DJ.

“Novo Algo de Sempre” (MG)
01/03 e 02/03 – Teatro Cacilda Becker
Movasse - Coletivo de Criação em Dança
Trabalho de dança contemporânea construído a partir de um estudo de movimento que relaciona corpo, espaço e imagem. Através de deslocamentos no plano baixo e da escuta espacial, organiza-se o diálogo entre a matéria coreográfica e a improvisação.
            Um duo se estabelece, contando também com a bagagem individual de cada dançarina. A duração é de aproximadamente 15 minutos, podendo ser realizado em espaços convencionais ou alternativos.

“Vago” (MG)
03/03 e 04/03 – Teatro Cacilda Becker
Movasse - Coletivo de Criação em Dança
Movimento que explora a trajetória incerta do pouco pronunciado destino, que uma vez espalhado por vários sítios, nenhum deles ocupa. Disponível de moradores ou inquilinos, mas, incrivelmente, com apenas um herdeiro. Errante confuso por natureza é a primeira pessoa do singular que no presente do indicativo vai de-vagar. E de tudo que se quer ser, seja a morte, seja a dúvida, as palavras dançam, em inculto silêncio mal distinto. E assim, enfim, deixa muito a supor... 
Recorte autobiográfico de momentos e imagens que combinados, quase aleatoriamente, resultam na definição poética de vago.


“1(Uma)” (SC)
08/03 e 09/03 – Teatro Cacilda Becker
ARCO Projetos em Arte
1 (UMA) investiga na cena a multiplicação de personagens estereotipados, por meio de um jogo que oscila entre a presença ao vivo da performer com sua imagem projetada em tela. Jogo que também oscila entre o movimento figurativo e o movimento abstrato, entre a conservação e a superação de personagens.
            O troca-troca de identidades provoca a sensação de se estar presente diante de um “eu”, diluído e artificial, ao mesmo tempo real e fictício, motivando questionamentos. Quantas identidades assumimos durante a nossa vida? Qual é a verdadeira? Existe uma mais verdadeira que a outra? O que a imagem consegue reter? Será que um retrato consegue captar e registrar as sutilezas de nossa “interioridade”? Ou uma foto consegue apenas revelar uma mímica, gerando uma estranha (e assustadora) sensação de afastamento entre imagem e ser?

Somático” (SC)
10/03 e 11/03 – Teatro Cacilda Becker
ARCO Projetos em Arte
Somático dá continuidade à pesquisa artística de Monica Siedler e Roberto Freitas, que investiga, na cena, a relação entre corpo e live act, termo que significa criação baseada no improviso em tempo real de vídeo e áudio. Neste contexto, a imagem é pensada enquanto aleteio, espaço de transcendência, onde o que é visto ultrapassa a superfície da própria imagem e se desdobra em conteúdos não premeditados.
            Pequenas narrativas confundem-se e perdem-se diante de um espaço vazio e descontextualizado.

 “Rastros Híbridos” (AM)
15/03 a 18/03 – Teatro Cacilda Becker
Índios.com Cia de Dança
Em Rastros híbridos, a arte rupestre participa como marcador de territórios e mudança de comportamentos a cada novo território, construído pelas intérpretes do espetáculo, propondo uma nova postura, um novo olhar/pensar o mundo do indígena. A trilha sonora é tocada ao vivo e valoriza o tambor, elemento principal no processo de revalorização da cultura Kali’na.
            A temática proposta vem colaborar no entendimento das relações entre a arte de espetáculos e a questão do regionalismo. Diversos conflitos de identidade que ocorrem nos povos indígenas acarretam em perdas fatais, como suicídios, principalmente, de jovens indígenas. O espetáculo fomenta a discussão sobre as relações da sociedade ameríndia Kali’na com outras culturas, questionando de que forma o corpo ameríndio se insere e se relaciona com a contemporaneidade.


“Saudade”
29/03 e 30/03 – Teatro Cacilda Becker
Companhia Dezeo Ito
Em Saudade, por meio da linguagem universal da dança, Cathy Pollini busca traduzir o significado da palavra. Saudade é uma palavra que só existe na língua portuguesa.
            A partir de entrevistas, verdadeiras e imaginárias, a intérprete “dança” a saudade que existe no palco por estar só em cena.

“Sol” (BA)
31/03 e 01/04
Teatro Cacilda Becker
Companhia Dezeo Ito
Sol é um espetáculo solo criado por Cathy Pollini para o francês Guillaume Lauruol. Na concepção do trabalho, a artista integra o significado de sol em português com o francês “le sol”, que significa o chão, a terra. Guillaume, quase um brasileiro, dança para sentir a terra escolhida sob seus pés, para imaginar a terra dos deslocamentos, desenhando um novo percurso com som e vídeo.

Teatro

“Pólvora e Poesia” (BA)
23/02 a 26/02 – Teatro Cacilda Becker
Hiperativa Comunicação e Cultura
Pólvora e poesia vai além de uma história amorosa e estética de encontros e desencontros entre dois grandes escritores do final do Século XIX: Arthur Rimbaud e Paul Verlaine, vividos pelos atores Talis Castro e Caio Rodrigo, respectivamente. Rimbaud, um poeta rebelde, de ideologias que fervilham originalidade e personalidade, esfacela a todo instante o discurso socialmente arranjado de Verlaine.
            No texto impactante, a carga poética da peça fica por conta da violência emocional com que o lirismo salta dos discursos travados para tomar forma por meio de movimentos corporais pontuados pelos riffs de guitarra. O espetáculo convida a uma imersão no encontro conflituoso com o próprio eu. Pólvora e poesia conquistou o Prêmio Braskem de Teatro 2011, nas categorias direção e espetáculo adulto.


“Heróis, O Caminho do Vento” (BSB)
01/03 a 04/03 – Teatro Dulcina
Grupo Cena
Heróis, o caminho do vento (Le vent des peupliers, no original francês), de Gerald Sibleyras, apresenta três personagens, ex-combatentes da Primeira Guerra Mundial, que esperam a morte num abrigo geriátrico, onde se relacionam fina ironia, demonstrando comportamentos absurdos para os olhos das pessoas ditas normais.
Fernando tem um estilhaço de granada incrustado no crânio que o faz perder a consciência de vez em quando. René sofre de uma lesão na perna que o impede de caminhar bem. Gustavo tem o orgulho ferido por ter sido abandonado por uma mulher. Na conversa diária, são acompanhados pela estátua de um cachorro que, longe de ser um convidado de pedra, se integra ao grupo até o ponto de transformar o trio incomum em um insólito quarteto.
René, Gustavo e Fernando já não estão subordinados a uma figura militar de maior patente. Agora têm que lidar com a autoridade de uma freira em um regime de vida pleno de restrições e reconciliações. O espetáculo é uma experiência de amizade. Os três personagens se unem, com humor e poesia, para combater um inimigo comum: a velhice, o tédio e o esquecimento.


“DentroFora” (RS)
15/03 a 18/03 – Teatro Dulcina
Grupo IN.CO.MO.DE-TE
A peça DentroFora é uma  metáfora sobre o ser humano contemporâneo. Conta o momento de duas personagens, chamadas apenas Homem e Mulher, que se encontram presos dentro de duas caixas. A peça explicita a imobilidade do ser humano perante a vida. O espetáculo recebeu o Prêmio Açorianos de Melhor Ator 2009 (Nelson Diniz), Prêmio Braskem de Melhor espetáculo 2010 e Prêmio Braskem de Melhor direção 2010 (Carlos Ramiro Fensterseifer).

“Isso Te Interessa?” (PR)
15/03 a 18/03 – Teatro Glauce Rocha
Companhia Brasileira de Teatro
Isso te interressa? é uma adaptação de Bon, Saint-Cloud, escrito por Noëlle Renaude, em 2009, texto e autora ainda inéditos no Brasil. Saint-Cloud, a que se refere o título em francês, é uma pequena cidade, subúrbio burguês parisiense, onde se pode passear aos fins de semana, para escapar da rotina diária.
A peça é um percurso no tempo de pelo menos três gerações de uma família — “pais, mães, filhos e cães”, que podem fazer parte de qualquer família comum, em qualquer cidade do mundo. Nada de especial acontece. Não há grandes eventos, apenas acontecimentos que determinam trajetórias prosaicas das vidas dos personagens. Um pai que fuma, uma mãe que esquece, um filho que vai embora, uma filha que fica grávida, uma mãe que se separa, filhos que não “estão nem aí”, um pai que morre, uma filha que morre, uma mãe que fica, uma mãe que decide morrer, um filho que volta, um filho que se lembra, os cachorros que estão por ali, o tempo que passa, as pessoas de quem lembramos, o lugar onde queremos ir e o lugar de onde nunca saímos. Uma lente direcionada para a casa de uma família na qual podemos entrar. Uma máquina do tempo que nos propõe percorrer três gerações em uma hora. Um exercício da língua que falamos e da linguagem do teatro. Uma história que contamos de dentro e de fora ao mesmo tempo.


“Árvores Abatidas ou Para Luís Mello” (PR)
22/03 a 25/03 – Teatro Dulcina
Marcos Damaceno Companhia de Teatro
Uma mulher, durante um jantar em homenagem ao famoso ator do teatro nacional — e que faz até telenovela —, percebe que está, na verdade, numa reunião de talentos medíocres. Arrependida de ter aceitado o convite, e enquanto espera o famoso ator que nunca chega, ela reflete sobre sua vida e o meio que a cerca, diante da  lembrança de uma grande amiga de todos, enterrada naquele mesmo dia.


 “Outro Lado”
22/03 e 23/03 – Teatro Cacilda Becker
Grupo Quatroloscinco
Essa é a estória de pessoas que compartilham alguns anos de suas vidas dentro de um pequeno espaço. Elas poderiam ter tomado outros caminhos, talvez nunca teriam se encontrado, milhões de combinações possíveis. No entanto, estão ali. Lá fora, o mundo está um caos e poucos têm coragem de sair de suas casas. Mas, amanhã será um novo dia! Quando todos viverão outra época da humanidade.


“É Só Uma Formalidade” (MG)
24 e 25/03 - Teatro Cacilda Becker
Grupo Quatroloscinco - Teatro do Comum
No ringue das relações humanas, há sempre o risco de ir a nocaute. A gente pode abandonar certas coisas. A gente pode inventar. Afinal, a vida não é bonita o bastante.
Ao receber a notícia da morte do pai, um homem é obrigado a retornar ao seu passado e enfrentar suas próprias frustrações. Enquanto isso, um casal acaba de se mudar e entre caixas, cheiros e um pedido de divórcio velado, a mulher espera que o marido se lembre de mais um aniversário de casamento. Tratadas com ironia e sensibilidade, estas duas situações revelam o vazio e as fragilidades existentes por trás dos rituais do mundo civilizado.

“Essa Febre Que Não Passa” (PE)
22/03 a 25/03 – Teatro Glauce Rocha
Coletivo Angu de Teatro
Cinco contos do livro Essa febre que não passa (Clóvis, Nomes, Talvez já fosse tarde, Um tango com Frida Khalo e Dora descompassada), da jornalista pernambucana Luce Pereira, servem ao Coletivo Angu de Teatro como matéria-prima para um mergulho no universo feminino. Despontam no meio da ficção, povoados por mais de nove mulheres, momentos em que são narradas experiências pessoais das próprias atrizes.

“Cabaré das Donzelas Inocentes” (BSB)
29/03 a 01/04 – Teatro Glauce Rocha
Quartinho Direções Artísticas

Num cabaré decadente, cravado numa cidade qualquer do Brasil, habitam quatro prostitutas, sem clientes. China é a cafetina que nunca se relacionou com nenhum homem naquele Castelo (cabaré). Ela cuida, como uma mãe, de mais três prostitutas: Saiana, Menininha e Cabeluda. Cada uma delas passou por desilusões muito intensas que as levaram para a dita “vida fácil”. Com personalidades e idades distintas, as quatro se entretém com suas memórias, e sonham com dias melhores. Revelam suas histórias de humor e dor em meio à música que ambienta e direciona as sensações já vividas. A esperança é a motivação para que essas mulheres de carne e osso sigam em frente. O espetáculo é concebido para se adaptar a diversos espaços, podendo dialogar com diferentes platéias. Uma radiola de ficha, manuseada ao vivo, dá um charme especial à montagem.


“Anjo Negro” (MT)
29/03 a 01/04 – Teatro Dulcina
Cia Teatro Mosaico
Ismael é um homem rico, poderoso, de pele negra e que possui violentamente Virgínia, uma mulher linda, de pele branca, que é com ele casada à força. A trama da peça é sustentada pelo  embate travado entre Virginia e Ismael, pois ela está sempre grávida contra a sua vontade, e por isso, ela se vinga dessa condição, assassinando cada filho negro que nasce do seu ventre. Mas Virgínia conhece Elias, um homem branco, cuja paixão à primeira vista a impulsiona a uma explosão de sentimentos e desejos, criando nela coragem para tornar-se livre.

SERVIÇOS:

Teatro Cacilda Becker
Rua do Catete, 338 – RJ
Tel: 2265-9933

Teatro Dulcina
Rua Alcino Guanabara, 17 – Centro – RJ
Tel: 2240-4879

Teatro Glauce Rocha
Av. Rio Branco, 179 – Centro RI
Tel: 2220-0259

Todos os espetáculos da Mostra serão às 19h.
Valores: R$5,00 e R$ 2,50 (meia)


Mais informações com Ivone Kassu ou Alessandra Costa nos telefones: 21 2522-6581/99882158/7755-1634

CRESCE PROCURA POR CURSOS NO EXTERIOR

Estudantes brasileiros estão entre os que mais viajam para outros países

Viajar para outro país, seja para realizar um curso de idiomas de apenas duas semanas ou para concluir uma etapa de curso universitário e permanecer em terras estrangeiras por três ou cinco anos, está sim nos planos dos brasileiros. Há 10 anos o Brasil engatinhava e eram poucos os brasileiros que conseguiam colocar o pé na estrada e conquistar o mundo (cerca de 10 mil). Hoje, nosso país é o maior “exportador” de estudantes da América do Sul. Em 2011, cerca de 365 mil brasileiros foram estudar fora, número que deve aumentar por volta de 50% em 2012. Os dados são da organização do Salão do Estudante, maior feira de intercâmbio e cursos no exterior da América Latina, que acontece duas vezes por ano em diferentes capitais brasileiras.
Este ano, o evento, que acontecerá dias 10 e 11 de março em São Paulo e depois seguirá para mais seis capitais brasileiras – Porto Alegre 13/03, Belo Horizonte 15/03, Salvador 18/03, Recife 19/03, Rio de Janeiro 20/03 e Curitiba 22/03 –, terá 250 expositores, número recorde desde sua criação em 1995. Instituições de mais de 30 países marcarão presença no evento que só em São Paulo costuma receber nos dois dias mais de 22 mil visitantes. Entre os países confirmados estão: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Canadá, Chile, China, Coréia do Sul, Espanha, EUA, França, Irlanda, Itália, Japão, Malta, México, Nova Zelândia, Peru, Reino Unido, Rússia e Suíça, entre outros.
Quando a pergunta é sobre o que os visitantes encontrarão nesta feira, a resposta é simples: as melhores e mais importantes instituições de ensino do mundo que oferecerão cursos de idiomas, summer cap, high school, graduação e pós-graduação, extensão universitária, MBA, au-pair, work study & travel, especialização, traineeship international, entre outros.
O coordenador do evento, Samir Zaveri, reforça que este ano muitas instituições disponibilizarão ofertas e pacotes especiais aos estudantes brasileiros. “Os visitantes encontrarão cursos em renomadas instituições de ensino a preços bem mais em conta que nos anos anteriores. O Brasil é a bola da vez e todo mundo está de olho”, revela o executivo. Pacotes de parcelamentos especiais também serão oferecidos. “Teremos cursos para todos os gostos, idades e bolsos. Hoje não é só o adolescente que viaja ou aquele que possui boa estabilidade financeira. Os cursos no exterior estão à disposição de qualquer classe e temos também programas especiais para executivos e para membros da melhor idade”, destaca Samir. “Esse ano temos os Jogos Olímpicos em Londres e uma excelente opção é ir para lá entre o fim de julho e o início de agosto para estudar e assistir determinadas competições”, acrescenta.
Independente de classe social ou idade, o importante é ter vontade, se programar e pesquisar bastante antes de definir seu destino. Ter cautela na hora de escolher para onde e como ir é fundamental para evitar que um grande sonho se torne um pesadelo. Uma das vantagens do Salão do Estudante é justamente essa, pois tudo que você precisa saber está reunido em um único lugar. Durante a feira, você poderá pesquisar preço, conhecer e conversar com membros da instituição, assistir palestras e workshops, esclarecer dúvidas sobre vistos de permanência, seguro saúde, licença para trabalhar e estudar, acomodações e saber tudo sobre o clima, os costumes e a cultura de seu destino escolhido. Boa viagem!
Abaixo o ranking dos países e cursos preferidos pelos brasileiros conforme levantamento feito pela organização do Salão do Estudante com mais de 51 mil visitantes, em março do ano passado:

Países de maior interesse:
Cursos de maior interesse:
EUA
Curso de Idioma (principalmente inglês, espanhol e italiano)
Canadá
High School
Espanha
Cursos específicos/certificados
Austrália
MBA e Pós-Graduação
Reino Unido
Cursos de verão

Novidades do Salão do Estudante 2012:
- Maior grupo dos EUA liderado pelo consulado americano em São Paulo, que estará presente e dará seminários sobre visto;
- Maior grupo de instituições da Irlanda liderado pela Educação Irlanda;
- Membros seniors do CAPES estarão presentes durante a feira para responder questões sobre estudantes e também dar seminários durante a feira para os estudantes para explicar o novo programa de bolsas para o Brasil onde mais de 100 mil estudantes serão enviados para fora até 2014;
- Maior grupo britânico;
- Grande grupo liderado pelo Eduespana com uma ampla série de escolas de cursos de espanhol e universidades;
- Escola do ensino médio da Itália.

Serviço:

São Paulo – 10 e 11 de março (sábado e domingo)
Local: Centro de Eventos do Colégio São Luis
Endereço: Rua Luis Coelho, 323 - Cerqueira César (próximo ao Metrô Consolação)
Horário: 13h às 19h
Porto Alegre – 13 de março (terça-feira)
Local: Centro de Eventos da PUC
Endereço: Av. Ipiranga, 6681 (Prédio 41) - Partenon
Horário: 15h às 20h

Belo Horizonte – 15 de março (quinta-feira)
Local: Minascentro
Endereço: Rua Guajajaras, 1022 (Salão Ouro) – Centro
Horário: 15h às 20h

Salvador – 18 de março (domingo)
Local: Hotel Pestana Bahia
Endereço: Rua Fonte do Boi, 216 - Rio Vermelho
Horário: 13h às 19h

Recife – 19 de março (segunda-feira)
Local: Mar Hotel
Endereço: Rua Barão de Souza Leão, 451 - Boa Viagem
Horário: 15h às 20h

Rio de Janeiro – 20 de março (terça-feira)
Local: Hotel Sofitel
Endereço: Av. Atlântica, 4.240 – Copacabana
Horário: 15h às 20h

Curitiba – 21 de março (sábado)
Local: Park Shopping Barigüi - Park Cultural
Endereço: Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600
Horário: 15h às 20h

Para entrar gratuitamente no Salão, basta acessar o site http://www.salaodoestudante.com.br, fazer o cadastro e imprimir seu convite vip.

Divulgação: Rojas Comunicação

Sobre Romero Britto By Ovadia Saadia


Romero Britto (Recife, 6 de outubro de 1963) é um pintor, escultor e
serígrafo brasileiro. Irmão do técnico de futebol Baltemar Brito, por parte
de pai.



Carreira

Romero Britto é um dos mais premiados pintores pernambucanos da atualidade.
Britto alega ter criado suas obras para invocar o espírito de esperança e
transmitir uma sensação de aconchego. Suas obras são chamadas, por
colecionadores e admiradores, de "arte da cura". Embora bem-intencionado, os
resultados estéticos são bastante discutíveis (isto na opinião de alguns),
pois, analisando suas obras com olhar crítico e imparcial, o que encontramos
é uma diluição repetitiva e pouco original dos pressupostos da pop art como
preconizados por Andy Warhol e Robert Rauschenberg, aos quais mistura certos
cacoetes estilísticos típicos da arte gráfica das histórias em quadrinhos. A
diluição não é demérito, é o que fortalece essa arte inovadora, é que se
propõe Romero, instigar a arte com a alegria das cores. Em 2005, como
testemunho de seu impacto sobre a elite política e financeira de Miami,
Romero foi nomeado embaixador das artes do Estado da Flórida pelo
ex-governador Jeb Bush (irmão de George W. Bush e também membro do Partido
Republicano). Concomitantemente, em 2005 e 2006, Romero Britto foi convidado
a participar de uma pequena lista de artistas internacionais selecionados
para a Bienal de Florença. "Arts and Exhibitions International" convidou
Romero para criar uma pirâmide comemorando o retorno da exposição do Tesouro
de Tutancâmon a Londres, depois de 35 anos. A pirâmide de Romero é a maior
instalação de arte na história do Hyde Park até hoje, com a altura
equivalente a um edifício de quatro andares. Foi produzida em tributo às
antigas Pirâmides de Gizé, a última das sete maravilhas do mundo antigo. A
pirâmide está programada para ficar permanentemente instalada no Museu da
Criança no Cairo, Egito. Em 2008, Romero Britto criou uma série limitada de
selos postais intitulados Esportes para a paz, que celebraram o memorável
talento dos atletas para os Jogos Olímpicos de Beijing, e também expôs sua
arte no famoso Museu do Louvre, em Paris. Britto acredita que "A arte é
muito importante para não ser compartilhada", e esta é uma das razões pelas
quais ele criou a Fundação Romero Britto, em 2007.


Romero Britto e a presidente Dilma Rousseff na entrega do quadro Presidente Dilma.
O artista foi convidado pela terceira vez consecutiva para ser um
palestrante do World Economic Forum; recebeu convite para fazer a abertura
do Super Bowl XLI com o Cirque du Soleil, e ainda para criar a prestigiada
coleção de selos postais para a ONU, além de inúmeros outros convites.
Embora não seja prova da qualidade estética da obra do pintor, isso
evidencia que Romero Britto está presente nas mais preciosas coleções
particulares, sendo sempre requisitado pelas maiores empresas do mundo, às
quais incorpora sua arte e assim traz visibilidade às marcas, tais como
Absolut, Disney, Movado, Pepsi, Evian, Microsoft e Audi. Hoje Romero possui
duas galerias, uma localizada em Miami Beach, na famosa Lincoln Road, e uma belíssima e moderna galeria projetada pelo arquiteto João Armentano,
localizada na badalada Rua Oscar Freire, n. 562, no coração dos Jardins, em
São Paulo.

Em 2012, foi pela primeira vez, homenageado por uma escola de samba: A
Renascer de Jacarepaguá contará a vida do artista em sua estreia no Grupo
Especial com o enredo "Romero Britto, o artista da alegria dá o tom na
folia". A escola abriu o Carnaval do Rio de Janeiro de 2012, sendo a
primeira escola a desfilar do domingo de carnaval.

Estilo

Romero Britto é conhecido como artista pop brasileiro, radicado em Miami.
Suas obras caíram no gosto das celebridades por sua alegria e sua cor, tendo
sido alçado para a fama ao realizar a ilustração de uma campanha
publicitária para a vodca Absolut. Começou no mundo do "grafite" e hoje é o
artista preferido de vários atores e atrizes hollywoodianos. Porém nunca
obteve sucesso com a crítica especializada, uma vez que se trata de um
artista cujo trabalho é por demais determinado pela indústria cultural,
sendo impossível distinguir até que ponto seu trabalho deve ser visto como
arte ou como prática de marketing.

Obras Publicas pelo Mundo

For You Aeroporto de Belo Horizonte, Brasil; Aeroporto de Curitiba, Brasil;
City of Bay Harbor, Flórida; Museu de São Paulo, Brasil; Midtown Shops,
Miami, Flórida;

Dancing Boy City of Beaulieu, França; Midtown Shops, Miami, Flórida;

Azul Basel Children's Hospital, Basel, Suíça;

Beach Ball Museum of Art & Science, Tallahassee, Flórida; Aeroporto de
Salvador, Brasil; Aeroporto de Recife, Brasil; Florida House, Washington DC;

Flying Fish Basel Convention Center, Ramada In, Suíça;

Big Temptation City of Saugatuck, Michigan;

Big Apple Aeroporto JFK, New York, NY; Aeroporto La Guardia, New York, NY;
Escola Robert Shriver, Maryland; Palmer Trinity School, Pinecrest, Flórida;
City of Davos, Suíça;

The Good Girl Hillel Academy, Miami, Flórida;

All About Fun Mariner of the Seas, Royal Caribbean;

The Bookworm Palmetto Bay Library, Flórida

Tina the Pirate Girl Grapeland Park, Flórida

Boomfish Grapeland Park, Miami, Florida; Hotel Waldhaus, St. Moritz

Flower Pot Pinecrest Public Library, Flórida;

Squeaki Grapeland Park, Miami, Flórida;

Garden Butterfly Arts Park, Young Circle, Hollywood, Flórida; Ecole
Supérieure d'Arts Plastiques de Monaco; Midtown Shops, Miami, Flórida;

Montreux Jazz Raffles le Montreux Palace Hotel, Suíça;

Dolphin Girl Fernando De Noronha Aeroporto, Brasil;

Millie the Bunny Bush Presidential Library, Washington DC;

Miami Kids Miami Children's Museum, Miami, Florida;

Florida Girl The Falls, Palmetto Bay, Flórida;

Welcome Sheba Sheba Medical Center, Tel Aviv, Israel;

Welcome Dadeland North Plaza, Miami, Flórida;

Kendall Kids Kendall Village Shopping Center, Miami, Flórida;

Love Blossoms Miami, Flórida;

Ice Skater Miami, Flórida

Northen Star Miami Beach, Flórida

God Save the Quenn- D's Salve a rainha

Cônsul-geral britânico, John Doddrell (57) realizou com a mulher, Dilsa
(55), elegante cerimônia para receber o quadro do artista plástico Romero
Britto (48) em homenagem à rainha Elizabeth II (85), da Inglaterra, no
Consulado Geral Britânico, em São Paulo. "Tenho profunda admiração pela
rainha. Adoro a história e a cultura da Inglaterra", comenta Romero, ao lado
da socialite Betty Szafir. Também presente maria Helena Fittipaldi do
Consulado Britânico (ver fotos em anexo);

Pensando nos grandes eventos que irão acontecer na Inglaterra como os Jogos
Olímpicos e Paraolímpicos, e o Jubileu de 60 anos de reinado da Rainha
Elizabeth II, o artista plástico Romero Britto decidiu homenagear a monarca
em uma de suas telas.

Com traços fortes, coloridos e marcantes, Romero destacou na obra as cores
da bandeira britânica e brasileira para simbolizar as boas relações entre os
países. O quadro é feito de acrílico sobre uma tela de 1 m de altura por
70cm de largura e será entregue nas mãos da Rainha.

O Cônsul Geral Britânico, John Doddrell e sua esposa Dilsa Doddrell foram
impecáveis anfitriões deste evento.
O Staff do Consulado Britânico hoemangeia com carinho a vista do
mundiamente aclamado artista brasileiro do recife Romero Britto
Beth Szafir com Domingos Zurita, apresentador e empresário da Zurita
Participações. Na foto com a namorada;patricia.melo@


Romero Britto
A Rainha aos olhos sensiveis de Romero Britto

Os irmãos Robson e Romero Britto ladeiam Maria Helena Fittipaldi
Dowding, hoje do Staff do Consulado geral Britânico de São Paulo



Bethy Szafir e Maria Helena Fittipaldi Dowding

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Momentos cariocas- GALA de Carnaval do Copacabana Palace A/F MAGIC BALL - RIO DE JANEIRO

Sempre um acontecimento! Famosos, empresários, representantes da sociedade carioca e do jet set internacional se reuniram para brincar o carnaval em um dos mais charmosos eventos do País: o tradicional Baile de Gala do Copacabana Palace. Em sua 20ª edição, a festa carioca reverenciou a
majestade da atriz Sheron Menezzes (28), coroada durante a celebração
batizada de As Rainhas Magic Ball. "Já ouvi falar dessa noite mágica, mas
nunca tinha vindo. E logo na minha primeira vez, já chego como rainha! Minha
emoção é dupla, porque amanhã estarei exercendo a mesma função na avenida", vibrou a atriz, escolhida também para vir à frente dos ritmistas da Portela, na noite de domingo, dia 20, no desfile da Marquês de Sapucaí.

Outro estreante no baile, Rodrigo Santoro (36), o homem mais assediado da
noite, evocava lembranças de um passado do qual sente saudade. "Quando era pequeno, me fantasiava de índio e astronauta. Curtia muito. Já era o lado de ator se manifestando. Aqui é diferente, todo mundo arrumadinho", divertiu-se o astro, que lembrou ter gravado cenas do filme Heleno, que protagonizou e produziu e tem estreia nacional marcada para o dia 23 de março, no mesmo Golden Room, agora transformado por Zeka Marquez (53). O decorador escolheu as cores preta e branca e ousou na cenografia ao espalhar grandes abelhas como alegoria. "Usei este símbolo para evocar a maior rainha da natureza. O tema é uma homenagem às grandes atrizes de Hollywood, estrelas eternas", explicou ele, elogiado pelos cerca de 1800 vips que se entregaram à alegria da festa.

Inspirada pela noite glamourosa, Rosamaria Murtinho (76) também fez uma
visita ao passado. Ela chegou à festa usando a faixa e a coroa que recebeu
quando foi eleita Rainha das Atrizes, em 1978. "Aqui nada é fake. Ganhei o
concurso do Retiro dos Artistas", brincou Rosinha, como é carinhosamente
chamada pelos amigos, com o marido, o ator Mauro Mendonça (80). Outras
rainhas, coroadas em edições anteriores do Magic Ball, participaram da
celebração, como a socialite Narciza Tamborindeguy (44), com o namorado, o
jornalista e escritor Guilherme Fiuza (45), e a empresária e Miss Brasil
1993, Leila Schuster (39), ao lado do marido, José Luiz Gandini (54),
presidente da Kia Motors no Brasil. "Sei como a Sheron está se sentindo
hoje. As maiores estrelas internacionais foram consagradas nos salões do
Copa", disse Leila. Animada, a modelo Luiza Brunet (49) lembrou com carinho
do seu reinado no ano passado. "Para mim, foi um privilégio ter sido rainha
do baile mais lindo do Brasil", disse.

Motivos para comemorar não faltaram. Christiane Torloni (55) não escondia a
alegria de receber as felicitações pelo seu aniversário. "Cheguei até aqui
com um balanço bem equilibrado de vida", disse a estrela de Fina Estampa,
que ganhou o carinho de Diogo Vilela (53). "É bonito ver a dinâmica da festa
de hoje, que se renova e se perpetua", celebrou Philip Carruthers (67),
diretor do Copacabana Palace.
O. Saadia fotos- Diversos & Tereza Sodré & Anita Bernstein 
 ***** Agradecimento Revista CARAS
 Amaury Jr, Terezinha Sodré

Sheron Menezzes é coroada Rainha no Magic Ball
Watusi canta já que Eliana Pittman está em Israel
Copacabana Palace
Turma das elegantes- Patrícia Brandão, Andréa Natal, 
Alicinha Silveira, Luisa Brunet e Lazaro Medeiros grande colunista

Sheron Menezzes foi Coroada Rainha do Magic Ball 2012
Sandro Barros, Christian Louboutin, Glória Maria e Bruno Astuto
Rodrigo Santoro, rei da festa
Phillip Carruthers, Superintendente da Rede Orient Express no Brasil, com sua mulher Nara e a Rainha do Baile Sheron
George Fanci e Vanessa de Oliveira
Décor
Donata Meirelles e Nizan Guanaes
Diogo Vilela, foi o outro Rei do Baile com sua simpatia
Boni